HISTÓRIA

Origens
O início da colonização de Vila Lângaro deu-se por volta de 1899, quando os primeiros imigrantes italianos chegaram, vindos de Antônio Prado e Caxias do Sul, oriundos da região de Vicenza, na Itália. As primeiras famílias a colonizarem nossas terras foram os irmãos Lângaro, que fizeram uma longa viagem, e compraram terras no centro de Vila Lângaro, terras estas que pertenciam a Antero Boeira. Estes pioneiros desmataram as terras, construíram suas casas, fizeram pequenas lavouras e iniciaram o cultivo de produtos de subsistência para suas famílias.

Emancipação
Colônia Lângaro progrediu. Seus habitantes sentiram a necessidade de uma independência político-administrativa. Então em julho de 1993 iniciaram-se as primeiras reuniões e encaminhamento do processo de emancipação. Em 22 de outubro de 1995 aconteceu o plebiscito, no qual a maioria dos votos foram pelo SIM. Em 28 de dezembro de 1995 o Governador do Estado do Rio Grande do Sul, Senhor Antônio Britto, assinou a Lei n° 10.661, a qual criou o município de Vila Lângaro.

Realidade do Município
A área territorial do município é de 152,17 Km², distribuídos em 10 comunidades. A altitude da sede é de 643m. O município tem cerca de 2.230 habitantes, fica distante 327 Km da capital do estado, Porto Alegre, e faz parte da AMUNOR - Associação dos Municípios do Nordeste RioGrandense. O município é essencialmente agrícola. As culturas predominantes são o milho e a soja, mas cultivam-se também dentre outras culturas o trigo e a cevada. A pecuária fundamenta-se na produção de leite, criação de suínos, frangos, gado de corte, e na piscicultura.